As exposições do Santander e do MAM

O grupo dito ultra liberal progressista vociferou nas redes sociais contra o que eles consideram conservador. O motivo foram duas exposições: uma do Santander, em Porto Alegre, com imagens de zoofilia e pedofilia, e a outra do MAM, que mostrava um homem nu que podia ser tocado por quem quisesse e gerou polêmica quando divulgaram imagens dele sendo tocado por uma criança.
Os ultra liberais progressistas, usaram palavras como censura, ditadura e arte para atacar o posicionamento dos conservadores. Vamos ao fato em si: o problema não está na exposição, mas em crianças que ficaram expostas à situações de eroticidade precoce. São crianças, são incapazes de exercer qualquer tipo de juízo moral, logo são vulneráveis.

O adulto que aprecia esses eventos, fez uma escolha. Se para ele isso é arte, é problema dele. Ele escolhe onde ir e o que visitar. Não há censura, é uma questão individual de uma pessoa adulta no seu desejo e na sua razão. Isto é inquestionável. Agora, obrigar uma criança a fazer o mesmo, é induzi-la a práticas condenáveis.

Na exposição do Santander, crianças eram levadas por professores para ver animais como objetos sexuais. Qual a pedagogia existente nisto? Isto não é liberdade, é ausência de limite, é um desregramento moral.
Não, mil vezes não. Uma criança não pode se acostumar a tocar em um homem nu. Não podemos concordar com a implantação da ditadura de um pseudo progressismo. Eu tenho a total liberdade de escolha para ser conservador, para opinar e rejeitar essa visão progressista. Tenho a total liberdade e autonomia para opinar contrariamente em relação a um grupo que pretende impor sua hegemonia a uma sociedade que na sua maioria discorda do pensamento deles.
Esse ultra liberalismo progressista não colou. A opinião pública não embarcou neste devaneio e por isso estão desnorteados e vociferam sem parar.
http://As exposições do Santander e do MAMAs exposições do Santander e do MAM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *