Deputado Aramis Brito dá entrevista na Rádio Onda FM

Deputado, que representa Itaguaí, Costa Verde e região, fala sobre sua nova missão na Alerj / Foto Luis Henrique Vieira

 

À frente de uma nova missão em sua trajetória política, agora como deputado estadual, Aramis Brito deu uma entrevista ao programa “Troca de Idéias”, comandado por Jota Neto, sexta-feira (3), em Itaguaí. Na ocasião, o parlamentar ressaltou que é um momento de extrema importância para o município, e que apesar da crise econômica, a cidade tem muito potencial para voltar a crescer, principalmente com a busca incessante por recursos.

Logo no início da entrevista, o radialista Jota Neto cumprimentou o deputado estadual afirmando o prazer em recebê-lo na emissora. Perguntou como é representar Itaguaí na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

– Jota, primeiramente quero ressaltar que a história de Itaguaí se confunde com a sua. Você é um patrimônio imaterial da cidade. Com este novo objetivo, quero dizer que vou me candidatar à reeleição para deputado. Até porque, percebi que nesta nova função, posso lutar muito pelas carências que Itaguaí e toda região da Costa Verde ainda possuem. Como por exemplo, a falta de um batalhão, uma das minhas prioridades como deputado – disse Aramis Brito.

Um dos assuntos citados foi a votação do pacote do governo que aumenta de 11% para 14% a alíquota em cima do salário dos servidores estaduais. Pensando na salvação do salário dos servidores, diante do momento de crise, o deputado disse que é preciso escolher pelo “mal menor” para o servidor.

– A situação do Rio de Janeiro é emergencial. Por isso, estou estudando até terça-feira, qual é a melhor saída para o servidor. Em relação a esse aumento da alíquota, caso ele seja aprovado, pretendo propor uma emenda parlamentar para que estes 3% ao ano passem para 1% ao ano. Deste modo, o servidor não sofreria o impacto direto dos tais 3%. Minha mãe é escrivã aposentada, minha irmã é funcionária do Estado. Eu não só poderia ser contrário ao pacote, mas neste momento, só temos este caminho para resolver a questão – destacou o deputado.

Outro ponto da entrevista foi a possível privatização da Cedae. Segundo o deputado Aramis Brito, apesar de ser contrário à privatização da empresa, entende que ela será dada como garantia aos acordos com Governo Federal. Reforçou ainda que não adianta pensar, neste momento, somente por uma perspectiva ideológica devido a condição de penúria que o Estado se encontra. É preciso agir com cautela para resolver esta crise, que em sua opinião é econômica.

– Digo não a privatização da Cedae. Mas neste momento é preciso dar a empresa como garantia para preservar o salário dos servidores estaduais, já que esta é uma das imposições do Governo Federal. Temos que pensar na salvação do salário do funcionalismo público. Em relação a Itaguaí, temos todos que agir pela sociedade. Como homens públicos, temos que promover uma união pela cidade. Apenas deste modo vamos fixar um novo jeito de fazer política: a serviço da sociedade – finalizou o deputado Aramis Brito.

Jornalistas
Flávio Barbosa
Marina Neves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *