Presença Religiosa

O pastor Aramis Brito, formado na Escola de Pastores de Niterói, costuma dizer que a relação que tem com Deus chegou de forma incrível após sua conversão. Do contato com Deus, veio uma grande paixão por Jesus Cristo, sobre quem começou a ler de forma muito apaixonada.

“Minha relação com Deus chegou de uma forma muito incrível após minha conversão. Depois que tive uma relação mais íntima com Deus, com Jesus Cristo, comecei a estudar Jesus Cristo de forma apaixonada. Só para você ter uma ideia, eu li mais de 1.500 livros sobre Jesus Cristo e, desde então, percebi um Jesus muito mais amplo do que a religião cristã, mais amplo do que a instituição. Depois que me tornei professor de seminário, vi que Jesus não está circunscrito à igreja em que sou pastor, e que minha missão é no mundo, por meio de um diálogo com a sociedade.

Uma das mudanças na minha vida é que tive que me reeducar na área financeira porque comecei a estudar isso e passei vários anos estudando que dinheiro é um meio, e que nunca pode ser um fim, principalmente para quem tem o espírito missionário e quer fazer uma transformação. O segundo ponto que aprendi é que Deus ainda não terminou sua obra em nossas vidas. E tenho a plena consciência de que todo ser que encontro ele é um ser ainda em construção”.

Com o conceito de que a Igreja é o lugar em que se reúne para ouvir a palavra e não para ser adorado, o pastor Aramis criou, em Itaguaí, a Igreja Reformada Água da Vida.

“Eu nunca deixei de pastorear, nem de anunciar o evangelho e nem de pregar em nenhum momento. Eu faço tudo de forma integral, o tempo todo”, ressalta Aramis, pastor há mais de 26 anos, trazendo nas veias as marcas de um ser missionário, visionário e integral.